Alimentar emoções ou o corpo? Qual escolhem?


É a neurobiologia, a ciência, que estuda as relações causa-efeito das emoções no organismo, e os estudos revelam a correlação entre as nossas escolhas e o seu impacto fisiológico.
Relacionar fome e emoções, mas afinal temos fome de quê? De alimento ou de emoções? Que tipo de fome falamos? qual alimentamos?
A fome física, é respondida por escolhas saudáveis, conscientes, nutricionais e responsáveis que respondem ao estímulo de sobrevivência do organismo, para desempenhar as suas funções vitais. Existe o auto-controlo.

images (1)
A fome emocional, é selectiva, escolhe determinados alimentos, doces, salgados, de consistência dura, ou “comportamentos, por exemplo, “depenicar”, entre outros….quem controla é o produto alimentar ou comportamento. Na maioria das vezes, desprovida de densidade nutricional, causando carências, obesidade e outras doenças, que caracterizam o século XXI.
O ser Humano é um todo, encerra em si, corpo, mente a alma, não podemos apenas centrarmo-nos numa das partes, mas sim na soma de Todas. Não podemos, apenas, proclamar os benefícios da alimentação saudável, se não percebermos os motivos e causas adjacentes às nossas escolhas. Por isso, na minha consulta, o meu papel, como Nutricionista, vai mais além da prescrição de planos alimentares personalizados, vai ao ponto de através de ferramentas, credíveis de diagnóstico, avaliar as doenças e os hábitos alimentares, e as razões. Ditar planos milagrosos, não é o meu lema. Tenho como missão, como podem perceber, ao longo do meu trajecto, fazer uma depuração consciente do organismo para eliminar resíduos tóxicos, quer físicos quer emocionais e, em conjunto com o seguidor do Conceito, definir estratégias para a resolução do desafio, das doenças e da Fome Emocional. Promovo uma alimentação com consciência, com responsabilidade e orgânica, associada ao Prazer dos sentidos. Promovo o despertar para emoções de superação, resolução e concretização de saúde integrada.
Hoje, falo do chocolate, ou melhor do Cacau. Um alimento que reúne reconhecidas qualidades nutricionais para o organismo, nomeadamente, na prevenção de doenças cardiovasculares e no benefício do estado de humor. Contudo, o que mais é consumido, não é puro, mas sim o que se combina com e gordura saturada e açúcar de absorção rápida. Estes últimos, são os responsáveis pela conotação negativa, pois são responsáveis por doenças. São viciantes, causam dependência, adição, são como “drogas”, disponíveis, legalmente, em qualquer, local de venda. O excesso de consumo que está a levar à ruptura de stocks, evidencia o estado da nossa sociedade, devemos pensar nisto.

images
Consumir chocolate negro, sim, com moderação, faz bem! Deixamos um exemplo, Chocolates da Vida, em breve no mercado. A sua mentora, uma consumidora preocupada, atenta e dedicada, reuniu uma equipa de profissionais que pesquisou, experimentou e produziu um produto que reúne um bom Cacau negro e superalimentos, beneficia, duplamente, a saúde, É um deleite dos Deuses! Alimenta corpo, mente e alma! Pensar e oferecer saúde com ciência e Amor! Parabéns!

Imagens: Google e Chocoaltes da Vida

10420191_473215216154250_6050085826654792932_n

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s